Da cerejinha J:

J – Mamã vai ali uma senhora do teu trabalho, que é que ela está aqui a fazer ao pé da minha escola?

Sempre que vê alguém trajado diz que é do meu trabalho. Adoro estas associações.

 

J – Mamã,  não comas guloseimas de noite, olha que ficas com outro bébé na barriga.

Guloseimas não como; agora bolachas…ui, ui.

 

Da cerejinha L:

L – A J não bebeu o sumo todo.

Eu – Porquê?

L – Olha, sei lá, se calhar está líquido.

É o que faz dizer que a sopa do Joaquim está muito líquida!

 

L – Temos que ir à Disney agora, enquanto sou pequenina, porque quando for mais crescida já não vou gostar da Ana e da Elsa do Frozen.

Miúda, fáxavôr de manter essa capacidade de argumentação, sim?