Explore

Ler

livros que as cerejinhas gostam

Ir e fazer Ler Ouvir

É urgente a mudança!

7 Junho, 2018

Aferição: acto de aferir Aferir: comparar, apreciar Tenho muito medo das provas de aferição, não pelo que dizem ser o seu propósito, mas pela forma como são desenhadas. Se o grau de dificuldade for muito elevado, os miúdos têm resultados baixos e vem logo a malta do ministério e da comunicação social gritar aos quatro ventos, aqui d’el rei, que os miúdos do 2º ano (e dos outros…

Ler

Estou bem habituada…

20 Setembro, 2017

…por ter tido a possibilidade de participar tão activamente na vida escolar das minhas filhas no jardim-de-infância. Estou bem habituada a demorar o tempo que for preciso para a minha filha ficar bem na escola, durante os dias que ela precisar. Estou bem habituada por não ser pressionada a entregá-la à força nos braços de uma pessoa na qual confio, mas que ainda é uma estranha para ela.…

Ler

Letras pequeninas #3 – O papagaio de Monsieur Hulot

22 Março, 2016

Tinham feito dois anos há pouco tempo, quando li algo sobre este livro, numa lista de livros imprescindíveis para as crianças. Encontrei-o numa feira do livro. Vi todas as páginas e adorei, mas achei que ainda era cedo para as cerejinhas. Não o comprei. Mais tarde, quando já tinham três anos, O Papagaio do Monsieur Hulot da Kalandraka estava nas sugestões de leitura da ludoteca e decidi levá-lo…

Ler

Letras Pequeninas #2 – O Principezinho

21 Janeiro, 2016

Como não tivemos oportunidade de ir ao cinema ver o “Principezinho” (ou com a minha filha diz “O Princesinho”) o Pai Natal teve a generosidade de nos trazer o livro do filme para que pudéssemos inteirar-nos da história, na nossa hora do conto. Achei, inclusive, que era uma óptima maneira de entrarmos em contacto com a famosa obra de Antoine de Saint-Exupéry e suscitar-lhes a curiosidade para a…

Ler

Os três desejos do Gafanhoto Risotto

13 Janeiro, 2016

Era uma vez um Gafanhoto. Que se chamava Risotto. O Gafanhoto Risotto passava os dias a saltar. Saltava de pedra em pedra, saltava de árvore em árvore, de flor em flor, no chão, nos telhados das casas, em todo o lado. Um dia, deu um salto tão forte, mas tão forte que foi parar à cozinha da D. Amélia e quando entrou, deitou ao chão um pote de…

Ler

Letras pequeninas #1 – O Livro Sem Bonecos

7 Janeiro, 2016

Este projecto já era para ter saído no início do ano passado. Mas eu às vezes sou como aquele do “fala, fala e não diz nada”, ou melhor “fala, fala e não faz nada”. Já tinha apalavrado a rubrica com a Ana da Pinknounou (já te escrevo a dar pormenores) e, apesar de ela ainda não saber, com a Tartaruga maior (ehehe, tadinha, vai ter um colapso quando…

Ir e fazer Ler

Quando a mãe era pequena…e não havia máquinas digitais

3 Julho, 2015

As cerejinhas receberam este livro.   Ao ler a parte das máquinas fotográficas antigas e das fotos tiradas num rolo, lembrei-me que não fazíamos ideia como estavam até as tirarmos do envelope entregue pelo fotógrafo, depois de revelado o rolo. Pensei nas selfies, pensei nas minhas fotos de antigamente. Constatei que se ganhou em dinheiro e perfeição. Mas perdeu-se em surpresa e espontaneidade. E também deixámos de pedir ajuda a…

Ir e fazer Ler

E quase a entrar na época natalícia…

28 Novembro, 2014

Cá em casa fazemos a árvore de Natal no dia 1. E essa será a primeira actividade do calendário do advento. Ao longo dos 24 dias até ao natal, farei o diário de cada dia, pode ser uma actividade, pode ser apenas uma guloseima, pode ser apenas um abracinho forte, pode ser abrir a prenda do pijama fofinho e quentinho para a noite de Natal. Há uma coisa…

Ler

A história da noite passada

11 Abril, 2014

  Desde muito cedo, não sei bem dizer desde quando, que conto a história à noite às cerejinhas. Já foi história antes de adormecer e agora é quase sempre para adormecer, que elas estão tão cansadas e já é um bocado tarde (confesso!), que apagam ao fim de poucos minutos. Mas entre vezes que demoram mais ou menos a adormecer, lá vão ouvindo a história completa. Às vezes…

Instagram

Seguir