Cerejices

Tinha que ser

25 Março, 2014

Tinha que me despachar e começar o blog de uma vez por todas.  Dei por mim a olhar para as cerejinhas e a pensar “desde quando é que vocês se tornaram tão independentes e ninguém me avisou?”.

A partilha faz parte da minha vida. Em tudo o que faço e o que digo. Gosto muito de contar histórias, de ouvir as dos amigos e as dos amigos dos amigos, de ficar feliz, de ajudar, de narrar o crescimento das minhas cerejinhas, de partilhar aventuras e desventuras com outras mães de gémeos, de observar. Assim sendo, como quero escrever para as minhas cerejinhas e elas estão a crescer tão rápido como as cerejas num ano de boa colheita, tinha que ser.

(depois de ler a frase quantas vezes decidiu fazer e não fez?, tudo ficou absolutamente claro)

Fiz uma consulta (muito) popular antes de iniciar o blog e este nome não fazia parte da lista a votos. Depois de a minha amiga Pilar ter dado uma dica (ou um palpite ou um bitaite), cheguei ao nome que agora vos apresento.

Aqui se contará como é, como fiz e como faço para viver com gémeas. Aqui se dirá muito sobre o que as cerejinhas gostam, desde livros a brinquedos, de roupinha a actividades. Aqui encontrarão muitas observações diárias de uma mamã cereja que tem um bocado a mania.  Aqui encontrarão manuais de sobrevivência caseiros para uma remediada (mas que já foi classe média…às vezes alta). Aqui encontrarão muitas referências a amigos da mamã cereja (e a coisas e a sítios). E aqui encontrarão uma mãe de gémeas a destilar baba por causa das filhas. De quando em vez muito se dirá sobre cenas e coisas, ou sobre não sei quê e não sei que mais…ou sobre nada de jeito (isto porque ainda pensei em fazer um blog sobre nada com inspiração neste episódio do Seinfeld).

Dizem os entendidos que uma pessoa tem que conseguir dizer, após 30 segundos, de que fala um blog.

Vá, eu dou uma ajudinha, um blog de uma mãe de gémeas assim a atirar para o humorístico e orgulhosamente da cor das cerejas.

As vossas histórias e comentários também farão parte deste diário e muito vou gostar de os ler e partilhar.

Enjoy!

(Actualização: em Janeiro de 2015 passei a ser mãe de gémeas mais um, o mano das cerejinhas, que é o nosso moranguito. Agora partilho as aventuras de ter uma família numerosa e, obviamente, linda e espectacular e caótica e muito tuga e simples e feliz. Espero que se sintam bem por aqui)

  • Responder
    Sandra
    28 Março, 2014 at 10:41

    Como é que uma mãe de gémeos consegue ter tempo para estas vidas?!!! Parabéns amiga!… Mais um cantinho para eu espreitar, diariamente, só com um olho, claro!… Já lá por volta da meia noite, concerteza!… Amo-vooooos!!!

    • Responder
      mamã cereja
      28 Março, 2014 at 11:07

      Melhora com a idade, Sandrinha! Obrigada querida. Tenho saudades vossas e dos pequenotes lindos e fofinhos e bem-dispostos 🙂

  • Responder
    Anónimo
    27 Março, 2014 at 21:28

    Parabéns miúda!!!Tens um jeito e uma graça ao contares o que se vai passando contigo e com as mais queridas e doces cerejinhas que há no mundo, que o minuto que passamos a ler, ficamos logos bem dispostas.
    Foi com um orgulho enorme que fiquei ao ver-te dar este passo.
    Tenho imensa saudades vossas, mas agora, já vos posso ter mais perto de mim.
    Beijos para os quatro, mas um especial para as “minhas meninas”

    • Responder
      mamã cereja
      27 Março, 2014 at 22:00

      Obrigadaaaaaa! Definitivamente a corar 🙂

  • Responder
    Anónimo
    26 Março, 2014 at 16:00

    Boa linda!!! Gostei muito e sei que é a tua cara, porque o fazes com gosto, contas as tuas histórias e das tuas cerejinhas com um encanto de mãe apaixonada. Beijinho e parabéns pela iniciativa. ADOREI o nome!! 😉

    • Responder
      mamã cereja
      26 Março, 2014 at 16:25

      Obrigada 🙂 É bom receber estes mimos.

  • Responder
    Anónimo
    26 Março, 2014 at 0:09

    Carla os meus parabéns pelo teu blog. Vou estar aqui sempre de olho nele. Muitos beijos. Adorei a surpresa.

    • Responder
      mãe cereja
      26 Março, 2014 at 10:20

      Obrigada 🙂

  • Responder
    Patrícia Jordão
    25 Março, 2014 at 22:40

    Tens todo o meu apoio, Cereja! <3 <3

    • Responder
      mãe cereja
      25 Março, 2014 at 23:31

      Ohhhhhh! Beijos. Obrigada!

  • Responder
    Inês Mendonça
    25 Março, 2014 at 21:35

    Carlinha, sou tua fã incondicional e vou seguir o teu blog diariamente!! Vai ser muito bom partilhar experiências das nossas cerejinhas!! Quando vieres à nossa terra, avisa!! Beijinhos e muitas felicidades!!

    • Responder
      mãe cereja
      25 Março, 2014 at 23:31

      Se calhar é já para o mês que vem. Eu aviso. Um beijinho e obrigada linda!

  • Responder
    Anónimo
    25 Março, 2014 at 19:38

    Após 30 segundos consigo dizer-te e tenho a certeza que, “da cor das cerejas” e como as cerejas será este blog…não conheço as tuas filhotas mas pela foto estão enormes e se saírem à Mãe…devem ser umas peças!…hehehehe. Beijos. Vou passando por cá….

    • Responder
      mãe cereja
      25 Março, 2014 at 23:30

      São muito melhores que a mãe, sem qualquer dúvida! Obrigada!

  • Responder
    Helena Carvalho Ieong
    25 Março, 2014 at 14:16

    Quão sortuda sou eu por te conhecer e por me ter rido tantas vezes contigo e desabafado (ao nosso estilo) sobre tantas peripécias… Gosto muito de ti (e do Paulo que ainda não conheço e das Cerejinhas que conheço através das tuas deliciosas histórias)… A uns bons kms de distância continuo a rir-me convosco e a imaginar as maravilhosas cenas que descreves! Muitos parabéns pelo blog, cá estou para o ler sempre! Beijinhos grandes 😉

    • Responder
      cereja
      25 Março, 2014 at 14:24

      Querida Leninha, tenho tantas saudades tuas! Obrigada. Este ano não dá, mas as cerejinhas sabem que vão ter que ir visitar a tia Lena e o tio Kon, isso é certinho.

  • Responder
    Salomé Nogueira
    25 Março, 2014 at 14:07

    vou andar de olho… e ainda ontem pensava como tu… que raio aconteceu aos nossos bebés? beijos grandes nesse coração lindo

    • Responder
      cereja
      25 Março, 2014 at 14:10

      Obrigada querida Salomé. É impressionante!

  • Responder
    Anónimo
    25 Março, 2014 at 12:27

    vá maruja… andar, há aventuras e tesouros para narrar…!!

    • Responder
      cereja
      25 Março, 2014 at 12:30

      Pois há! Obrigada!!!!!!

  • Responder
    Elisabete Maria Batista Ferreira
    25 Março, 2014 at 11:06

    Já sabes, sou seguidora.

    • Responder
      cereja
      25 Março, 2014 at 11:10

      Pois é, das “micronarrativas” 🙂 Obrigada!

  • Responder
    Eduarda Lopes
    25 Março, 2014 at 9:29

    Finalmente e em grande, era de esperar!! Sou tua fã!!! E também sou mãe….um beijo grande.

    • Responder
      cereja
      25 Março, 2014 at 10:41

      Obrigada querida! Vou tentar corresponder 🙂

  • Responder
    paula
    25 Março, 2014 at 9:16

    Mais um blog, para muitos. Para mim e para muitos outros, é único. Vou continuar a seguir aqui as histórias das tuas cerejas, sempre muito engraçadas e muito bem contadas.
    Paula M

    • Responder
      cereja
      25 Março, 2014 at 10:42

      Pronto, já estou a corar. Obrigada querida!

Comentar é aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Instagram

Seguir

%d bloggers like this: