Antes de ter um amontoado, nunca tinha ligado ao preço das entradas para ir a sítios e aos bilhetes para assistir a espectáculos e outras actividades. Quando me deparo com a parvoíce na política de preços da maioria dos sítios no que respeita a famílias numerosas, fico com os cabelos em pé. Sim, digo parvoíce, porque há quase sempre descontos para famílias com 1 ou 2 filhos, mas quando se adiciona o terceiro “ah e tal, é juntar um bilhete a mais”. Vai daí, e também porque não tenho orçamento para exageros e não tenciono ficar fechada em casa só por causa disso (já bastam as vezes em que tem mesmo que ser por causa dos vírus e outras bichezas), resolvi iniciar uma série de artigos com dicas de lugares, actividades, eventos e acontecimentos, que sejam de borla ou muito em conta para famílias numerosas e onde a miudagem se divirta.

Neste primeiro artigo, vou debruçar-me sobre as ofertas na zona de Coimbra e arredores, dividindo por secções.

Lugares

  • Biblioteca/Ludoteca Infantil  da Biblioteca Municipal de Coimbra – este é capaz de ser o nosso sítio de eleição. Está aberto até às 19h30, de segunda a sábado e tem montes de brinquedos, jogos e sobretudo livros, imensos livros que podemos levar para casa emprestados durante 15 dias ou mais, até ao máximo de cinco por utilizador. É aqui que tenho ido buscar aquelas histórias de que oiço falar, é aqui que encontro os livros que estão a ser explorados ao mesmo tempo na escola. Pelo menos uma vez por mês, têm sessões de contos por temas e idades. No Verão, têm também ateliers e o loto da leitura em que no fim de preencherem cada linha, as crianças ganham um prémio. Vamos lá desde que as cerejinhas têm 18 meses e já conhecemos toda a gente pelo nome e ajudam-me muito a encontrar os livros que queremos. E tudo gratuito!!! Ideal para os dias de chuva ou para aqueles dias de verão super-quentes que não se consegue respirar e ali está sempre fresquinho. Em geral, fico a brincar com eles, mas como a internet é gratuita, os pais que quiserem também podem ficar a trabalhar que há lá muita mesa. Ah, e pelo que me dou conta, tenho ideia que vão para lá muitos miúdos fazer os tpc’s. Convencidos?

ludoteca

  • Parques infantis – podem pensar que qualquer parque serve…uhm, mais ou menos. Coimbra não tem assim tantos (a terra com mais parques infantis que conheço é o Fundão!!!) e alguns estão completamente degradados. O do Parque Verde, acho que ainda está completamente destruído e também nunca foi dos nossos favoritos por ser em metal e ter sempre carradas de gente. Gostamos do da igreja de S. José, porque está quase sempre à sombra, mas está todo escavacado, com lascas de madeira por todo o lado. O Parque ao pé da igreja de Montes Claros é bom, tem a vantagem de ser vedado e de ter o relvado ao lado (e dois medronheiros maravilhosos). O da Solum é grande e com imensos espaços diferentes, mas para uma mãe de um amontoado não é muito bom, porque tem umas coisas no meio que lhe dificultam a visão geral do amontoado e não consigo estar com o mais pequeno e a topar as mais crescidas ao mesmo tempo. O parque do vale das flores é pequenito, mas tem a aranha que a minha malta adora escalar (não costumamos ir muito para lá, é desviado das nossas rotinas)
  • Choupal – há muita gente nesta cidade que ainda pensa que o choupal está degradado e é perigoso e mais um monte de tontices. As pontes do choupal estão todas arranjadas, acho que os cestos de básquete também, a zona dos piqueniques está boa e a melhor parte é que é enorme e dá para andar e andar e andar. Vale mesmo a pena para andar a pé ou de bicla. Só não morro de amores pela falta de simpatia do pessoal do café, mas também não é para ir ao café que vamos ao choupal. Gratuito em toda a linha!
  • Parque da Cidade da Mealhada – este parque tem tudo, está limpo, arranjado, bem organizado, tem uma ciclovia comprida e bem feita, tem duas zonas de baloiços com muita sombra, tem montes de relva e sombras para piqueniquar (só não tem é mesas na zona das sombras, mas pronto), tem imensas árvores diferentes, tem um café com gente simpática, tem campo de futebol, tem máquinas de manutenção e tem um slide que a Laura a-do-ra!!! Gratuito!!!

  • Piscina do Luso – a piscina do Luso não é muito grande, mas cumpre bem para aquilo que precisamos. Tem relva e cadeiras e mesas, uma piscina redonda pequena, é limpinha e sobretudo barata: os adultos pagam 2,5 euros e as crianças até aos 6 anos não pagam. Está aberta todos os dias até às 19h. Em Agosto, talvez tenha gente a mais, mas como nós só vamos para essas coisas depois das 16h, aí pelas 18h00 já só estamos nós na água. Cá fora, há o parque do Luso com imenso para passear, máquinas de manutenção, um lago, mesas de piquenique e um parque infantil completamente novo e muito bem feito. E um café ao lado com gelados para o fim do dia. Este parque é um bom destino para o Inverno, em que a piscina está fechada. Contas feitas: 2,5 euros no Verão.

parque_luso

  • Piscina de Condeixa – diz quem conhece que é muito boa e pelas imagens da net parece ser bem fixe, com um escorrega e tudo para a água. As crianças até aos 7 anos não pagam e os adultos pagam 2,5 euros (acho eu). Está aberta até às 20h, mas fecha à hora do almoço. A explorar para o ano.

Museus:

  • Exploratório – ando para ir ao exploratório há que tempos, mas achei que as cerejinhas ainda não saberiam aproveitar muito bem. Agora com 5,5 anos e o seu interesse manifesto por saber como funcionam as coisas, acho que está na altura. Aqui esta senhora é dada às ciências e, por isso, também vai aproveitar muito. O Exploratório tem carradas de actividades diferentes (também dá para lá fazerem a festa de aniversário dos filhos) e a política de preços deles é amiga das famílias, porque se optarmos pelo bilhete normal só com uma exploração são 4 euros se forem duas pessoas e daí para cima até 15 pessoas, passa a 3 euros. Ou seja para dois adultos e duas crianças, fica em 12 euros. Mas como no nosso caso, um dos adultos terá que ficar com o Joaquim porque ele ainda não vai aproveitar nadinha e vai andar a mexericar em tudo e o adulto que estiver com ele não aproveitará nada, ficará em 9 euros. Para além da visita e das actividades associadas, o Exploratório tem todos os meses duas sessões de contos, ao domingo de manhã (eu acho um bocado cedo, 10h15, mas consegue-se) sobre um autor ou um tema que são as Explorastórias completamente gratuitas (só é preciso fazer marcação prévia). Para além disso, tem também muitas iniciativas diferentes ao longo do ano como HOJE, a noite aberta do exploratório das 21h às 23h, em que o museu tem acesso livre e grátis, ãh? querem melhor?
  • Museu Nacional Machado de Castro – pensarão vocês “então mas ela está doida, vou agora levar os putos para um museu com esculturas e pinturas???”. Sim vão, porque se vocês também vão aos festivais do panda, gramam com os caricas e a xana toc-toc, andam feitos doidos a fazer piscinas entre o o escorrega e o baloiço, também têm direito a que as vossas crianças façam coisas que vocês gostam, certo? O Museu Machado de Castro foi renovado há poucos anos, está muito bem dividido, tem uma coleção enorme de arte antiga e a melhor parte de todas, o criptopórtico romano que é imperdível (os miúdos vão gostar desta parte, de andar na gruta). A parte boa desta opção é que este e outros museus nacionais são completamente gratuitos no 1º domingo de cada mês, é de aproveitar não é? Caso se esqueçam desta dica, o bilhete normal junto com o criptopórtico são 9 euros, sendo que as crianças até aos 12 anos não pagam. Portanto, contas feitas, fica grátis se forem já neste 1º domingos de outubro ou em 18 euros se forem os dois adultos com crianças com menos de 12 anos…por isso, é bom marcar a visita para um 1º domingo ehehe (também podem estar atentos à noite dos museus). Integrado no museu está, se calhar, a melhor esplanada de Coimbra…mas cuidado com os preços…pois, um café, um euro.

museu

img_20160626_221614

  • Parque biológico da serra da Lousã – falei deste parque que fica em Mirando do Corvo aqui neste artigo e vamos lá voltar várias vezes, de certeza. Aconselho a visita na Primavera e, mesmo que esteja calor, a levar uns casaquitos que há lá umas partes, se forem mais para o fim do dia, um bocado fresquitas. Se forem num grupo, compensa largamente o preço e em época baixa também. Gostava de vos dar informação actual, mas o preçário está temporariamente indisponível no site.

767_2007468402811695_2904800526424347274_n

Eventos

  • Expofacic – ora bem, quem conhece sabe que esta feira é gi-gan-te!!! Tem tasquinhas, restaurantes, expositores que nunca mais acaba, animais, vários palcos, um relvado enorme com imensos insufláveis e actividades para as crianças e uma zona de carrosséis e outras diversões. As crianças até aos 12 anos não pagam e nós escolhemos ir no dia em que o bilhete é mais barato (atenção que há dias em que o bilhete custa 3 vezes mais). E porque vamos nós a um sítio destes? Porque tem montes de insufláveis gratuitos, basicamente, onde elas saltam até ficarem de rastos. Se for para jantarem nos restaurantes das associações, preparem-se para grandes filas de espera e barulheira. Eu cá prefiro optar pelas barracas de take-away ou levar comida numa marmita (sou tão pelintra, caneco!!!) e piqueniquar na relva. Damos umas voltas, vemos os animais e no fim, só no fim, vão aos carrinhos de choque e definimos um valor máximo para gastar. E não há cá algodões-doces e pipocas e essas porcarias. Quando muito uma farturinha que feira que se preze tem que ser acompanhada com uma fartura e um fino, ah pois.
  • Feira Cultural de Coimbra – desde que juntaram a feira do livro com a feira de artesanato, que a feira cultural de coimbra tem a nossa visita obrigatória. Há sempre montes de espectáculos a decorrer e algumas actividades para as crianças. Sentamo-nos na relva a conversar, elas ocupam os palcos vazios, vamos marfar uma grande sandes de presunto e cerveja, enquanto as crianças andam por ali, no chão, cheios de pó e gravilha…e os adultos podem conversar.
  • Noites temáticas – a Agência para a promoção da Baixa de Coimbra tem feito um trabalho muito bom e tem tido umas noites temáticas. Hoje é a noite do Teatro, vai ser muito bom (desta vez não podemos ir por estar ainda a recuperar da cirurgia). As meninas adoram andar pela baixa e temos o nosso ritual de comermos um gelado no Montanha, damos um salto ao Fangas e ao Café Santa Cruz e andamos pela baixa à noite. Bem sei que parece não ser muito apelativo para crianças, porque não é específico para elas, mas não vos parece que a miudagem não está habituada a andar nas cidades, a conhecer as ruas e os recantos, simplesmente a dar vida às ruas e que isso é preciso? É apenas isso que fazemos, passeamos na baixa e aproveitamos cada performance.
  • Sessões ao sábado no Teatro da Cerca de S. Bernardo – talvez estes não sejam bem eventos para pais pelintras, ou melhor, não são à borla e, lamentavelmente, não existe uma boa política de preços para famílias numerosas (vejam lá isso, sim? pode ser?). No entanto, resolvi incluir a programação de Outubro para verem que é possível encontrar bons espectáculos de música, teatro e dança para ir com as crianças desde que são bebés de colo e olhem que é difícil de encontrar, nesta cidade, eventos e acontecimentos indicados para bebés e crianças pequenas. Por isso, o conselho que vos dou é que vejam a programação para o mês seguinte e reservem com antecedência (costuma esgotar). No nosso caso, só costuma ir um adulto (se forem os dois fica muito caro), por isso para um adulto e três crianças abaixo de 12 anos fica entre os 12 e os 14 euros. Pode parecer muito, mas não é quando temos em conta a qualidade dos espectáculos e do espaço. Só precisavam de adoptar uma política de preços reduzidos para famílias numerosas e seria perfeito 🙂

E pronto, acho que já vos mostrei algumas hipóteses. No entanto, como não conheço assim tudo o que se passa nesta cidade e sobretudo nos arredores, convido-vos a deixarem dicas de lugares e eventos nos comentários. Obrigada!

(e também a mandarem por mail sugestões para os roteiros de Aveiro e arredores, Fundão e arredores, Lisboa, Porto, Faro e arredores, e outras cidades que eu prometo que vou fazendo artigos com as vossas contribuições… dacordascerejas@gmail.com)