Nunca demoro o pouco tempo que digo que vou demorar quando vou buscar os meus filhos à escola. Há sempre um recado que as “professoras” querem dar. Há sempre qualquer coisa para partilhar. Há sempre o pedido para “brincar só mais um bocadinho”, como se o dia não tivesse sido ele próprio recheado de brincadeira. E há sempre uma mãe ou um pai com quem conversar.

A verdade verdadinha é que fico à conversa por lá, muitas vezes, muitos minutos. Gosto de conhecer as pessoas, gosto de conversar sobre os nossos filhos, gosto de sentir as suas palavras. E assim vou sabendo os nomes e onde vivem e o que fazem as outras mães e os outros pais. Posso parecer intrometida ou armada ao pingarelho, mas a verdade verdadinha é que gosto mesmo de partilhar conversa com os pais dos amigos dos meus filhos.

E assim tenho ganho novas amigas e amigos. E sinto mesmo que passaram de conhecidos a amigos em pouco tempo. Porque partilhamos a escola dos filhos e as mesmas expectativas. Porque partilhamos experiências de educação de crianças com a mesma idade. Porque falamos de vidas de pais com a mesma idade. Porque falamos muitas vezes de tudo e de nada.

Assumo: eu demoro muito tempo quando vou buscar os meus filhos à escola. Fico por lá na conversa. Fico por lá a dar sorrisos. Fico por lá a conviver. Obrigada a quem me atura na converseta <3

picnic

(as fotos são de um dia em que combinei um encontro na hora com a mãe de uma amiga das cerejinhas para passear na baixa e piqueniquar um bolo de ançã <3)