E aos trinta minutos do dia seguinte ao Dia Mundial do Teatro, consigo vir aqui postar o que me vai na alma sobre o mesmo.

Eu AMO o Teatro!!!!!!

Feito e visto e lido.

Comecei por ser a virgem maria na peça de Natal do infantário. Depois, anos largos sem pisar um palco. Até que a minha amiga Isabel chegou à escola do Fundão, cheia de genica, vontades e psicologias, e meteu-se a formar grupos de tudo. Entrei no de canto (como é que é possível!!!!) e no de teatro. E lá voltei às lides.

Hoje em dia faço muito teatro, em casa, para as cerejinhas. E fico absolutamente derretida quando dizem vou fazer um teato.

Talvez seja pelos pais, talvez seja pelos amigos do pais, mas as cerejinhas têm visto muito teatro…para a infância e não só (obviamente, bem escolhidos). E afianço-vos que adoram. Que se lembram de coisas que nem nos passa pela cabeça, que fazem associações à peça, sei lá, em tudo à volta delas. Mas para que estas experiências corram bem, eu tenho uns truques que funcionam bem com elas, desde os 2 anos até agora:

  • ao longo do dia vou dizendo o que vamos fazer, conto um pouco da história e digo-lhes que têm que fazer pouco barulho e portar bem e blábláblá.
  • jantamos em casa e depois vamos andar um bocado de carro, às voltas, antes da peça, para dormirem uma meia-hora. Assim vão para lá fresquinhas e eu não fico com aquele carimbo do que-raio-de-mãe-é-esta-que-são-estas-horas-e-as-crianças-ainda-aqui-andam.
  • levo água e bolachas (e às vezes pintarolas).
  • tenho a chupeta à mão.
  • ficam ao colo.

 

Qualquer dia volto ao activo.

 

do médico à força

não, não era a pipi

 

(acho que me vou arrepender de ter posto esta foto…)