Estes dias tenho andado a lavar. A lavar roupa para o rapazola, aquela que se pode aproveitar das cerejinhas e aquela que uma amiga já me emprestou. Desta vez, como quase todas as mães de 2ª viagem, estou muito mais relaxada. E há coisas que fiz da outra vez que agora não vou fazer, ou porque acho que não vale a pena, ou simplesmente porque não tenho tempo para essas minhoquices. Por exemplo, quis aproveitar o bom tempo (parece que para a semana recomeça a chover) para lavar a roupa de bébé, e a de cama e outras coisitas. E ia já direitinha a meter o detergente líquido que se usa cá em casa…mas o raio da consciência é danada, fez-me telefonar ao pai cerejo que tinha ido levar as miúdas para passar no jumbo e comprar um detergente para bébé ( o mais barato, fáxavor), porque uma das cerejinhas tem pele atópica e não vá o moranguito ir pelo mesmo caminho…Mas sabem aquele cheiro do detergente para bébé? Tive um flahsback, um volta atrás no tempo, um revivalismo de quando estava grávida das cerejinhas!!!!

Já não me lembrava de várias coisas:

  • uma máquina leva muita roupa de bébé e se com as cerejinhas depressa enchia a dita, agora não sei…se calhar vai haver roupa das cerejinhas a ser lavada com skip baby.
  • a roupa de bébé demora uma eternidaaaaade a estender: é muita e é pequena.
  • quando foi das meninas, estendia tudo direitinho, metia as molas nas costuras da roupa ou em zonas onde não se notasse a marca das molas. Agora foi de qualquer maneira e se se notarem as marcas, depois o ferro tira e se não tirar, tá bom na mesma.
  • passava tudo a ferro, incluindo os pijamas de veludo; agora é dobrá-los e vão directos para a gaveta.

E depois constatei assim umas coisitas:

  • não devia ter comprado lençóis de cama cor-de-rosa e cor-de-rosa choque, porque agora o garoto vai ter que dormir com eles, é a vida, meu amigo! Devia ter optado pelos branquinhos…mas uma mãe de gémeas pensa lá agora em voltar a ter filhos!!! Como li no blog desta mãe, uma amiga disse-lhe “tu acabaste de ter gémeas, ainda nem deves saber bem quem és!!!”…fartei-me de rir.
  • o mesmo com os pijamas e bodys e calcinhas…olha, filhote, ficarás lindo na mesma assim vestido de cor-de-rosinha…prometo que só o faço em casa…ou no carro se te bolsares como se não houvesse amanhã…ou em casa de alguém se te borrares como se não houvesse amanhã…pode dar-se o caso, de não ter mais nada lavado a não ser as coisas fofinhas das manas, cor-de-rosinhas.
  • isto de ter filharada em épocas diferentes do ano, não dá jeito nenhum!!! É que, mesmo não ligando à cor, tenho poucas coisas que posso aproveitar. As cerejinhas nasceram em Maio, eram uns ratitos e no primeiro mês só vestiram roupa de prematuro. Depois, quando já tinham peso de gente, estava um calor do caneco (lembram-se do último ano em que houve Verão a sério, até Outubro? Foi nesse ano) e nunca, até terem 4 meses, voltaram a usar roupa quente. Ora aqui o miúdo diz que vai nascer em Janeiro e só aos 6 meses é que vai poder vestir roupa fresca. Estão a ver a disparidade metereológica? Felizmente a minha amiga Su já me começou a despachar roupa e a C já me chamou lá a casa para escolher o que preciso da roupa dos gémeos dela. Tenho ou não tenho as amigas mai lindas deste mundo????
  • não sei escolher roupa de menino!!! É tudo azul, vermelho, castanho…que tédio! E onde é que está a imaginação dos designers de roupa de garoto? Letras? Números? Ai…prontos, rapariga, não sejas esquisita.

Posto isto, estou em fase de fazer o ninho…ainda é cedo, eu sei, mas vocês não imaginam como está a minha barriga, como me sinto de rastos ao fim do dia, como não sei como me vou aguentar mais dois meses e meio. E por isso, e antes que não consiga fazer nadinha, estou a arranjar as coisas. Devagar…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA