Médica – para conseguir auscultar os pulmões e ver se estão a sibilar e a precisar de broncodilatador, para saber se as secrecções da garganta justificam antibiótico, para perceber se há para ali uma otite nos ouvidos dos filhos, para saber fazer a palpação de despiste da apendicite quando a filha se contorce com dores de barriga.

Chefe de cozinha – para inventar receitas saudáves e rápidas para ir mudando as ementas ao jantar, para estar sempre a fazer granolas, bolos dferentes e panquecas sem calorias, para ensinar o gosto pela cozinha.

Costureira – para fazer roupinha para os filhos, vestidos e calções, gorros e casaquinhos, para fazer aplicações giras, nas leggings esburacadas, para fazer cortinados para o quarto e mantas para a cama sem gastar muito dinheiro, para ter tudo faça-você-mesmo ou em inglés du ite iórselfe.

Cabeleireira – para fazer em menos de um esfregar de olhos aquela trança hiper fashion, ou aquele tótó todo artilhado, ou aquele penteado todo fashion como a princesa não sei quantos usa, para aparar a franja sem os filhos ficarem a parecer uns doidinhos.

Psicóloga – para acertar à primeira na abordagem àquela birra, ou àquele acordar rabugento ou àquela zanga entre irmãos, para descobrir porque raio anda stressada se tem família e amigos espectaculares, para fazer auto-controlo sempre que vai para lançar um berro.

Artesã – para fazer prendas para os amigos dos filhos giras e únicas, para fazer embrulhos no natal, para fazer brinquedos em madeira e com material do campo e reciclado.

Decoradora – para transformar qualquer recanto num espaço de revista, para reciclar móveis lá de casa, para saber onde encontrar os materiais para transformar o feio em belo.

Polícia – para afastar os meliantes e as pessoas más, para proteger o lar, para que a família esteja sempre em segurança.

Enfermeira – para conseguir fazer curativos sem chorar, para dar xaropes e outros tratamentos da forma mais eficaz, para perceber os sintomas mais facilmente, para não se esquecer do dias das vacinas.

Nutricionista – para não fazer escolhas erradas, para encontrar alternativas quando os filhos não toleram algum alimento, para fazer boas combinações entre alimentos e nutrientes.

Cantora – para cantar sem ouvir os filhos a pedirem por amor da santinha para parar, para não desafinar, para acompanhar as crianças na rapidez de aprendizagem das letras do frozen ou dos caricas

Estilista – para ter autoridade profissional para não permitir que as filhas saiam à rua como as árvores de natal, para conseguir conciliar sem esforço roupa nova com roupa em trigésima quinta mão que vem das filhas das amigas, para conseguir transformar calças à boca de sino herdadas em calças fashion e actuais, para acompanhar as tendências da moda.

Escritora – para escrever quase de olhos fechados todas as histórias inventadas que os filhos pedem, para passar para o papel tudo o que os filhos dizem e fazem, para conseguir aguentar a fase da pergunta “o que é que está aqui escrito?” sem se cansar.

Professora – para não ter que ir estudar às escondidas a matéria que os filhos andam a dar na escola, para ajudar nos trabalhos de casa sem fazer má figura, para não torrar mais neurónios na resolução dos problemas de matemática, para perceber se estão a pedir demais aos filhos na escola.