Dicas do cerejal Estratégias para gerir um amontoado

Momento filha única

23 Janeiro, 2020

Oiço falar destes momentos, em famílias com mais que um filho, há algum tempo. Sempre achei que era uma coisa fixe para se fazer, mas também me pareceu que no cerejal não se justificava…ninguém pedia e eu, no fundo, não tinha grande pachorra para me organizar nessa missão.

Ora, os momentos filho único do cerejal, cingem-se aos momentos em que algum dos outros está numa atividade ou foi ao médico. Vendo bem, o mai novo, o moranguito, tem muitos momentos de filho único quando as manas estão a treinar, ou ele vai a uma festa de anos, ou vai ele sozinho à música. Mas estes momentos não são forçados, surgem por força da rotina.

Agora as manas, as gémeas, nunca têm esse momento, porque vão sempre as duas ao treino, vão às mesmas festas de aniversários, não têm nenhuma atividade separada e só acontece, ocasionalmente, quando uma vai ao médico ao início da manhã ou tarde, porque se for ao fim da tarde, vão as duas, ou até mesmo os três juntos.

Mas agora, após 8 anos de vida gemelar, as cerejinhas começam a pedir para “fazer uma coisa só com o pai ou só com a mãe”, porque o “mano tem muita sorte que faz coisas só com a mãe ou só com o pai”. Mesmo que eu responda “mas quando o mano está no hip-hop, vocês também estão só comigo”. E elas rematam, e muito bem, “mas estamos as duas juntas, queremos estar mesmo sozinhas”.

É tão estranho…pais a queixarem-se que os filhos únicos passam tanto tempo sozinhos e eu tenho duas a querer ser filhas únicas por momentos…

A verdade é que as percebo, mas não é fácil…

Queria escrever um post da série Estratégias para Gerir um Amontoado com dicas para proporcionar momentos de filho único a gémeos, mas confesso que nada tenho a dizer sobre isso…não estou bem a ver… eu explico: o pai trabalha para Norte, nós vamos todos os dias para Sul, os 4; o pai trabalha por vezes ao fim-de-semana, nós temos que ficar os 4 juntos; o pai usa um carro (lindo de morrer, mas que não dá para transportar crianças, uma 4L), a carrinha de família serve para transportar a filharada de forma segura; a semana não estica, a conta bancária também não…

Assim sendo, amandem daí palpites e bitaites e ideias e cenas práticas para poder proporcionar “momento filha única” às cerejinhas.

Agradecida!

    Comentar é aqui

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

    %d bloggers like this: