Um pai é um pai, merece tudo. Um pai vai passar por muitos dias do pai e receber prendas nesse dia, dos filhos com a ajuda da mãe e dos filhos com a ajuda das educadoras. Ora, isto cria o caneco de uma pressão sobre as mães, porque tal como todas as épocas festivas, tornou-se em mais uma ode ao consumismo e eu, como boa pelintra assumida, já não vou nessa.

Assim sendo, e porque também me tornei uma fã do faça-você-mesmo ou em estrangeiro dú ite iorsélfe, aqui seguem algumas sugestões de prendas para o dia do pai a custo zero ou próximo de zero:

  • ensaiar a história de vida do pai com os filhos e fazer um teatro, representando a peça para o espectador mais importante desse dia, o pai. É boa ideia deixar o telefone ou a câmara a filmar, para mais tarde recordar
  • fazer um vídeo com fotografias do pai com os filhos e gravar num cd
  • deixar os miúdos pintar uma t-shirt branca com o que quiserem sobre o pai, usando canetas de tecido 
  • pintar uma tela com as mãos dos filhos
  • surpreender o pai com um piquenique ao almoço, num parque longe dos prédios, e aproveitar para fazer uma sessão fotográfica caseira, usando o timer da máquina para todos aparecerem
  • fazer um caderninho com a resposta dos filhos a 21 perguntas simples sobre o pai
  • oferecer um avental pintado pelos filhos
  • emoldurar desenhos e fotos, e fazer uma parede dedicada ao pai (as molduras podem ser cartão pintado, pauzinhos colados, fios de lã, esferovite…)
  • oferecer senhas de viagem para fazerem uma viagem de autocarro juntos pela cidade
  • irem juntos a um pinhal apanhar flores para enfeitar a casa numa jarra pintada pelos filhos
  • oferecer um cd com as músicas preferidas do pai, misturadas com partes em que os filhos falam sobre o pai e contam histórias divertidas com ele para ouvir nas viagens de carro, quando vai sozinho
  • escrever uma carta ao pai, mãe incluída, e enviar pelo correio, pois todos os pais gostam de ler cartas de amor
  • escolher uma receita e nomeá-la “bolo para o melhor pai do mundo” e fazê-lo em conjunto nesse dia
  • preparar um jantar à luz das velas com o pai, nesse dia especial
  • fazer-lhe uma surpresa e aparecer no trabalho com uma cesta de piquenique cheia de coisas boas para lanchar com os colegas
  • escrever “adoro-te papá” no espelho da casa-de-banho, em bilhetes espalhados na carteira, num caderno, na pasta de trabalho, no tablier do carro, no bolso do casaco, debaixo da almofada para ele os ir descobrindo ao longo do dia
  • oferecer-lhe algo que ele esteja mesmo a precisar e jogar a uma caça ao tesouro para o pai descobrir onde está a surpresa
  • pintar “és o melhor pai do mundo” no terraço da casa ou nas traseiras do prédio, com giz
  • verem juntos o filme preferido de sempre do pai

A imaginação é o limite, o pinterest ajuda muito a descobrir coisas fixes e originais, mas o que importa mesmo é estarem juntos e concretiza que mais uma traquitana sem interesse nenhum para ocupar prateleiras ou gavetas, não é mais importante do que o tempo e os momentos que os filhos e os pais passam juntos.

Por isso, mães, o conselho que vos dou é: não stressem e aproveitem o dia e o marido, ou em estrangeiro keep it simple.