mãos com um mês

mãos com um mês

 

J (para a L) – Mana, onde é a baguiga?

L (aponta para o sítio respectivo) – Aqui.

J – E onde é a cara?

L (corresponde sem medos) – Aqui.

Seguem-se a testa, os joelhos, as mamocas, as pestanas, o cabelo, os braços…até que, olhando em volta, diz: “Onde é a…a…a…cortina?”

J (indignadíssima) – Isso não é uma pessoa.

 

Uma criativa e uma pragmática, as maravilhas de ser mãe de gémeas!

 

(ou de duas, ou de dois, ou só de um, ou só de uma, ou de muitos…não vá começar já a ferir susceptibilidades, eheheh)