A minha malta quase só tem roupa herdada. As cerejinhas herdam roupa de filhas de amigas super-generosas e queridas, que não se importam nada de ver as minhas miúdas com a roupa que já foi sua. As cerejinhas também não se importam nada de vestir roupa usada e até perguntam “mãe, isto era de quem?”, passando a ser a camisola da X, em vez de ser a camisola das flores! O moranguito também não é excepção e, esse então, é que só tem mesmo roupa herdada.

Apesar desta boa vontade das minhas amigas mais lindas do mundo e arredores, não conseguimos herdar assim muito calçado. Seja porque os tamanhos não se ajustam, seja porque a partir de certa idade, as crianças estragam muito o calçado – e ainda bem, é sinal que são activas – ficando também deformado, devido ao andar. Ora, quando se começa a aproximar a mudança de estação e, nesta altura, do chamado regresso às aulas, aqui a mamã cereja, começa a entrar em stress com o calçado, porque são seis pés para calçar e vários tipos de calçado para orientar. No final do Verão, começo a pensar em botas. Só de imaginar que um dia vem a chuva e elas não têm nada fechadinho para calçar, fico stressada.

Devo dizer-vos que é uma dor de cabeça encontrar calçado para as gémeas: nunca há dois pares do mesmo tamanho. Tenho como regra comprar calçado que possam ser elas sozinhas a calçar. Depois, elas já usam um tamanho em que o calçado passa a ser uma seca!! Castanho, camel ou preto, quase igual ao dos adultos, uma seca! E por fim, é difícil encontrar o que eu chamo “calçado de guerra” a preços acessíveis…para uma mãe de um amontoado, claro.

Vai daí, e como tanta gente falava desta marca, lancei-me em Agosto (sim, sou maluca!) no site da Pisamonas para ver o que por lá havia. Fiquei muito espantada por haver calçado de inverno e de verão disponível ao mesmo tempo, e isso é bom, porque uma pessoa pode de repente precisar de botas no Verão para levar para umas férias na Lapónia ou de sandálias no Inverno para ir passar o Carnaval ao Brasil 🙂  Pedi opiniões a umas amigas, as miúdas escolheram as botas (influenciadas ajudadas por mim), eu escolhi para o moranguito, li os comentários no site, medi a planta dos pés do meus filhos, segui o guia de tamanhos,  encomendei e, no dia a seguir, sim, no dia a seguir, estavam à minha porta.

Experimentámos botins para as cerejinhas e botas safari para o moranguito…com roupa de Verão, foi o máximo, ehehehe. E ficaram impecáveis. Ainda tivemos o extra de vir um balão em cada caixa. A cerejinha L,  de tanto me ouvir usar a expressão, perguntou “mamã, estas botas são de guerra?”. Ahahahhaha, esta minha filha apanha tudo, não lhe escapa nada.

Esta é uma das minhas estratégias para gerir a roupa e calçado dos filhos…antecedência! E organização! Se vos disser que aproveito ainda o bom tempo do Verão para lavar e secar toda roupa de Inverno encaixotada (foi o que estive a fazer este fim-de-semana, já que estavamos todos com uma virose, daquelas de não sair de casa) , tenho a certeza que pensam esta gaja é doida, não tem mais nada que fazer é tão organizada, vou fazer o mesmo que ela. Depois, dobro tudo direitinho, sem passar a ferro e arrumo nas gavetas e prateleiras, tirando as coisas de verão que já ficam curtas e que são para meter em sacos para passar à filha de uma amiga. Assim, quando chega o tempo frio, tenho tudo à mão. Garanto-vos que numa casa cheia e confusa como a minha, se não houver um mínimo de organização, uma pessoa dá ainda mais em maluca.

Ainda pensei em aproveitar e ver calçado para mim da Pisamonas, mas é sempre a mesma coisa, uma mãe entra numa loja e dirige-se imediatamente para a secção de criança, não há nada a fazer.