Há coisas na minha vida que estão ligadas.

Sou do Fundão (quer dizer, fui nascer à Covilhã, mas desde os 3 dias de idade que vivo no Fundão), terra de boa cereja.

Tenho uma paixão imensa pelo Oriente, principalmente pelo Japão, onde a cerejeira é um símbolo.

Tenho duas gémeas que só podiam ser as cerejinhas.

E amigos fantásticos que me enviam notícias ligadas a tudo isto. Obrigada Paulo.

 

Falta pouco para a época das cerejas!!!!

(acreditam que esta jovem, marcha dois kilos de cerejas num dia, sem pestanejar)