Hoje é dia do pai. Do meu já falei aqui. Hoje é a vez do pai cerejo, um pai com p grande, um pai cheio de carinho e amor pelos filhos (vá, e por mim também). Lembrei-me de o entrevistar, ele torceu um bocado o nariz, mas depois aceitou.

Fala-nos um pouco de ti e da tua família.

Oh pá… de mim? Sou um rapaz para aí da minha idade e dou tudo por uma boa tainada em boa companhia – é da idade. Agora somos cinco: Ena! A vida em família é como uma coleção de cromos de alegrias e tristezas sendo que as alegrias saem mais vezes e as repetidas para partilhar.

Conta-nos como foi o momento em que soubeste que estavas à espera de gémeos.

Felicidade a dobrar. A obstetra apresentou-me em modo “uma notícia boa e uma notícia má” – está grávida e são dois. Respondi: Desculpe, mas qual é má?

Assististe aos partos? O que mais te marcou?

Num hospital universitário um parto é quase sempre uma aula. No das gémeas a sala estava esgotada. Marcou-me ter a noção que as coisas estavam a ficar complicadas para a Jú e para ti. No parto do rapaz houve menos público, já sabíamos mais ou menos o que nos esperava. Do melhor que há para ver neste mundo são estes pequenitos saírem da mãe assim tão linditos e sentirmos que hão-de ser gente contente assim com’a gente.

O que sentiste no 1º dia que chegaste a casa com as gémeas?

Senti que tudo ía mudar, nem para pior nem para melhor, para diferente. E mudou.

Queres revelar ao mundo situações caricatas que se tenham passado com as gémeas?

Aquela de não me apetecer ir a uma festa de anos de outro miúdo e elas dizerem: “Pai, há lá vinho”. E muitas outras reveladas já neste blogue.

O que mais adoras em ser pai de gémeas?

Dar mimos e inventar muitas histórias com muitas personagens com ou sem fundo moral. Os mimos que elas me dão de volta são tão tão bons.

DSC_0008

E o que mais te custa?

Ficar acordado depois das 22. O resto nem é mau.

Um pai de gémeos ouve muita coisa. Qual/quais as perguntas que mais te fazem? E como reages?

“São gémeas?” é a pergunta que vamos ouvindo, por vezes às dezenas por dia. Reajo sempre com um sorriso. Quando o disparate é grande, mudo de assunto.

Que conselhos darias a outros pais de gémeos?

Quando as coisas estiverem a correr mal pensar que podem correr muito pior relativiza a coisa. E, manterem sempre a boa disposição que é contagiosa.

O que mudou na tua vida desde que és pai?

Aprender apresentou-se-me como tarefa diária do pai, esta é a irónica verdade. Deixei de sair à noite.

O que é para ti ser pai?

Amar, respeitar, ensinar e aprender. Dar o melhor exemplo sem trair os meus valores.

Gostas de cerejas?

Sim. Frescas, em licor, em sobremesas e em assados de carne que ligam tão bem. As ginjas também são boas.

Obrigada menino pela tua paciência para esta senhora que nem sempre se controla e berra muito, obrigada por conseguires criar duas meninas do papá neste desafio diário de ter gémeas, obrigada por estares sempre disponível para a família, obrigada pela comidinha, obrigada pelos passeios, obrigada pelo sentido de humor, obrigada por arranjares tudo o que avaria cá em casa, obrigada pelas tuas capacidades profissionais, obrigada por teres adoptado o camões, obrigada por seres bom pai!

DSC_0011